Logo abaixo a Galeria dos Meus Leitores Especiais

Sonetos e Sonetos

A poesia é o alimento do espírito!!
O leitor é o alimento do ego!!
O autor deve ser devorado pelo leitor!!!!

sábado, 18 de abril de 2015

Nó nas tripas

                   Nó nas tripas


Caminhava sem destino num completo desatino

Agia como um menino perdido e fora do ninho

Eu caminhava sem rumo e muito desatento

Em desalinhos pensamentos lutava contra o vento



Sem lenço e documento em desastrado movimento

Gritava que provocava um dó era um só o sofrimento

Arrebentado de dor eu carregava um verdadeiro nó!

Calombava como cipó sentia por dentro havia vários nós



- É nó nas tripas! Dizia uma senhora metendo a colher

- Deus me livre de nó nas tripas senhora mulher

Deus me livre de nó nas tripas e não de mulher



Deus me livre de nó nas tripas e não do flauber

Deus me livre de nó nas tripas e não da colher

Deus me livre de nó nas tripas e não da mulher

                        (Sartório Wilen)

segunda-feira, 9 de março de 2015

Antologia lusofônica " Rios dos Bons Sinais " - 2015

Mais uma vez estarei representando o Brasil nos países que falam a Língua Portuguesa!!!

Recebi este e-mail de Portugal!!! Texto: Amor platônico: a doença - foi selecionado!!!!!

Em 09/03/2015 12:48, Cemd Círculo Escritores Moçambicanos escreveu:

Exmo. Sr. Ademar Oliveira Lima,

O Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora vem por este meio informar V/Exa. que o texto que enviou para a Antologia Universal Lusófona “Rio dos Bons Sinais 2015” foi seleccionado.

Para este ou qualquer outro esclarecimento estou ao seu inteiro dispor através dos contactos abaixo indicados.

Grato pela atenção dispensada.

Atenciosamente,

Delmar Maia

quinta-feira, 5 de março de 2015

Soneto de despedida

Soneto de despedida!!

Pai! Traga esse cálice da salvação.
Pai! Leve-me para juntos dos seus.
Pai! Se precisar, eu prendo a respiração,
Pai! Me leva pai e cuida dos meus?

Pai! Eu estou pronto para remoção,
Pai! Sossega pai o meu coração!
Pai! Já cumpri pai, a minha jornada
Pai!  E cuida da Lica a minha amada!

Pai! A vida só me trouxe felicidade!
Pai! A vida só me deu qualidade!
Pai! A vida só me deu grandes amizades!

Pai! Não demore pai uma imensidade!!!
Pai! Eu serei o seu servo para eternidade!!!
Pai! Mas quero encontrar a Lica na eternidade!
(Sartório Wilen)

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Uma boa notícia!!

Recebi este e-mail!!!!

No dia 4 de janeiro de 2015 às 09:41, Academia de Letras e Artes de Fortaleza escreveu:

Bom dia,

É com muito orgulho que informo que seu texto foi selecionado para a ' 6ª Antologia Poética da ALAF'' ,

Angela Maria Feingold Peliccone

Convite adorável

Recebi este convite por e-mail!!
Em 05/02/2015 19:33, Academia de Luminescência do Brasil - Araraquara escreveu:
PREZADO PROFESSOR ADEMAR OLIVEIRA.

Com muito orgulho e alegria informamos que, seu nome foi indicado para ingressar no quadro de Acadêmicos Correspondentes de nossa instituição; Sua presença na ALB Araraquara nos honra e nos enche de alegria na certeza de que estamos formando um belo laço fraterno dentro da ARTE e da Cultura Nacional.
POSSE: AGOSTO DE 2015.
Att,
André Luis

Sentimentos do prof. Ademar

Sentimentos do prof. Ademar

Vocês não aguentam, sabe ele,
De vontade de às aulas voltar,
Acompanhei a preocupação dele!
Em razão disso ele foi preparar

Várias aula, eu acompanhei
E até ajudei na preparação!
Um carinho eu presenciei
No desejo de levá-los a satisfação.

Tranquilos fiquem, deseja ele!
Caso contrário: não dormirão
de ansiedade! É o pedido dele!

A existência a nós como ensino passa:
A vida passa, o mês passa,o dia passa
O tempo passa e até, também, a uva passa!
(Sartório Wilen)

PS

PS

A água lava, lava tudo. A água só não lava a língua dessa gente, assim dizia uma antiga música. A tecnologia inventou o Lava a jato e mudou o rumo da história. A tapete mágico voou e a sujeira apareceu! Os habitantes dos imaginários coletivos viraram reais e com valores em dólares!!!! (Sartório Wilen)